REVOLUÇÕES

O Projeto Revoluções é uma realização do Instituto de Tecnologia Social - ITS BRASIL, da Secretaria Nacional de Direitos Humanos da Presidência da República, do SESC-SP e da Boitempo Editorial.


Revoluções

Educação, História, Direitos Humanos, Cinema e Fotografia

Projeto Revoluções – Vinheta from Temporal Filmes on Vimeo.

Qual o sentido das revoluções sociais no século XXI? O projeto Revoluções reúne alguns dos mais inquietos pensadores e artistas da atualidade para promover um debate sobre o sentido histórico das revoluções, tendo como base dois temas: os direitos humanos e o uso da imagem na sociedade contemporânea (na fotografia e no cinema, em especial).

Tornado concreto na forma de um curso, um seminário e uma exposição – entre outras iniciativas –, o projeto não visa à mera propagação de posições revolucionárias de outrora, mas procura pensar uma questão essencial para os nossos dias: “Educar para qual sociedade?”* Como resposta, relembraremos utopias que pretendiam reconciliar altruísmo e liberdade para, a partir delas, abordar caminhos que levem à reinvenção do presente, tornando-o mais democrático e mais igualitário.

O objetivo, portanto, é recordar o passado revolucionário para pensar o presente. Ou, como afirma o cineasta alemão Alexander Kluge: “a utopia torna-se melhor, e melhor ainda, enquanto esperamos por ela”. Tomados em conjunto, a estética, os direitos humanos e a revolução podem ser encarados como uma arte de viver, capazes de gerar uma nova forma de se posicionar no mundo – criando, no imaginário coletivo, uma abertura que possibilite novas formas de vida comum.

*Educar: para qual sociedade? é um livro e Giulio Girard.

 

Inglês  Francês