Arte
1968 - Cinema e revolução 11 - 68 + 40 – Olhares sobreviventes Mas mesmo para Fausto fora concedido o perdão. 68 foi um rastro de pólvora esperando  fogo a consumi-lo. O fogo acende vivo, a pólvora explode, assustadora e breve. Enquanto rastro...
26/05/2011 - 17:18


Arte
1968 - Cinema e revolução 10 - Pasolini – profecias corsárias Pasolini nutria amor e ódio pela juventude de 68. Edipiano às avessas, coloca-se como o pai que condena o filho por seus próprios erros. Trabalha em textos e filmes um provocante diálogo...
26/05/2011 - 17:16


Arte
1968 - Cinema e revolução 9 - Guy Debord e a sociedade do espetáculo (20) Se a novelle vague subverteu a linguagem, 68 transgrediu seus limites. A radical dissociação da imagem e som, a provocação e o jogo selam o total rompimento com a narrativa...
26/05/2011 - 17:13


Arte
1968 - Cinema e revolução 8 - O radicalismo de 68 - por um cinema do antipoder A imaginação no poder. Este slogan resume o espírito dos artistas de 68. Não havia uma crise econômica, mas, sim, uma sociedade em crise, fraturada pela...
26/05/2011 - 17:07


Arte
1968 - Cinema e revolução 7 - América latina – cinema de libertação O cinema latino-americano viveu seu grande momento nos anos 60. Na América Latina, tem início uma consistente produção cinematográfica inspirada inicialmente no neo-realismo, mas...
25/05/2011 - 11:43


Login do usuário